27 de abr de 2012

Deixando o sofá


Da última vez, procurei mostrar que a caminhada ou corrida serve como uma espécie de objetivo para os sedentários. Deixe-me acrescentar mais um ponto de vista: você não é preguiçoso, o seu corpo é que faz de tudo para deixá-lo quieto no canto. Sendo assim, para quem está pensando em sair do sofá, acredito que falar em planilhas de treinamento não seja adequado neste primeiro momento. Sugiro alguns pequenos passos para que faça a coisa certa, da forma certa, no tempo certo.
  

A avaliação médica
Nunca faça uma atividade física, sem antes ter passado por uma avaliação médica adequada.
O médico é quem melhor pode indicar o tipo de exercício a que seu corpo poderá ser submetido, sem comprometer a sua saúde.
O primeiro passo é conhecer seu próprio corpo.




O vestuário
Procure usar roupas confortáveis e próprias à temperatura. É desagradável caminhar no sol sentindo calor ou no inverno sentindo frio. Use roupas frescas no verão e agasalhos no inverno, pois manterão seu corpo na temperatura adequada, além do seu bom humor.
Agora, tenha muita atenção e não poupe quando se tratar do tênis. É ele que vai proteger seus pés, ponto de contato do corpo com o solo, dos impactos que recebemos.
Algumas lojas de material esportivo possuem um equipamento que avalia a sua pisada, para que possa comprar o modelo de tênis mais adequado.


A alimentação
Sair para atividade física sem alimentação, interfere diretamente no rendimento. Faça uma alimentação leve pelo menos 30 minutos antes de sair para caminhar.
Ingerir algumas frutas ou alimentos integrais podem trazer algum desconforto durante a caminhada, então não exagere. Um suco de frutas e uma fatia de pão com queijo branco são uma boa opção.






A caminhada
Primeiro crie uma rotina semanal de caminhadas. Comece com 20 minutos diários e vá aumentando ao longo do tempo.
Passados aproximadamente 20 dias, quando já se sentir confortável, tente colocar em seu trajeto pequenas subidas ou parques. A mudança de terreno modifica o comportamento de seu corpo, aumentando o equilíbrio e criando um “lastro” com o passar dos tempos.
O aumento de esforço só deve ser feito de forma gradativa, conforme o exercício se mostrar mais fácil. Aumento repentino pode causar lesões de difícil tratamento, sem contar que interrompe suas caminhadas.



A hidratação
Nosso corpo é constituído em sua maior parte por líquido, é ele o responsável pela ventilação e controle da temperatura. Faça ingestão de água ou isotônicos durante a caminhada, como forma de compensar sua perda e manter a hidratação.
Ao final, nada mais gostoso que um suco ou uma água de coco gelada.






Certamente, em pouco tempo, você vai estar mais bem humorado e seu sofá servirá para ótimos bate-papos sobre suas corridas.

Que venham os primeiros trotes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua contribuição.